Os últimos tempos


... têm sido inóquos para posts interessantes!

Quando a vida se tem resumido a trabalho... a vontade de postar é zero!

Basicamente tenho frequentado um curso de preparação para os exames de acesso à Magistratura e tenho tentado estudar... missão que não tem corrido lá muito bem... para dizer a verdade!

A motivação nem sempre é muita quando a jornada é longa... sim, é difícil mantermo-nos motivadíssimos ao longo de um ano ou durante um período de tempo semelhante!

Hoje já estou na recta final, a menos de um mês do dia D!

Estes dias serão ainda mais complicados mas tenho de pensar positivo!

E claro, começar a estudar à séria!!!!!!!!


Sim... os "jovens" Portugueses são uns incultos


http://www.youtube.com/watch?v=wM6bFw1wOPc&feature=share


Pelo menos estes tristes que aqui aparecem são!

Mas não são, felizmente, todos assim!
Sendo certo que ainda há alguns bem piores!

O que choca é serem estudantes universitários... eu vi alguns à porta do que reconheci ser a minha Faculdade, a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa! À porta da vulgarmente chamada Clássica, uma Faculdade de renome, e nem quero acreditar que aqueles seres de duas pernas são estudantes daquela casa!

Só tenho uma coisa a dizer-lhes: preparem-se para o sofrimento!!!!

Não é defeito, é feitio.

Ainda gostava que me explicassem o sentido desta frase e ideia.

É que é mesmo à Português!

Há e tal, ele/ela é assim mal educado/a, impertinente, chato/a, irritante, tem a mania, é mentiroso/a, irresponsável and on and on mas não é defeito, é o feitio dele/dela!

Oi?!
A sério... uma pessoa tem de ouvir cada barbaridade!!!

E começarem a chamar os bóis pelos nomes, não?!

Quando ouço coisas deste género a minha vontade é intervir na hora e dizer: tem razão, não é defeito, é feitio! Um MAU feitio!



Quem diz mau diz péssimo, irritantemente estúpido e digno de uma ignorância atroz!

Feitio... ah, ah... já lhes ouvi chamar outras coisas!
Bem mais feiosas e desagradáveis, diga-se de passagem!

The truth is...



is so good to be home!

Fui aconselhada, mais tarde avisada e, posteriormente e em entrelinhas proibida de ir...

Mas como sou teimosa, para o bem e para o mal, resolvi ir e fui mesmo.

Estou a falar de uma entrevista para uma vaga numa Sociedade de Advogados internacional e gigantescamente fabulosa!

À priori já sabia que, ainda que me fosse oferecida a vaga, não poderia aceita-la por razões pessoais e em última análise de saúde. Mas a tentação do desafio foi maior do que a racionalidade e não resisti em ir fazer a entrevista na mesma.

Nesta altura, por estar impossibilitada fisicamente de poder conduzir cerca de 500/600km (sinceramente não sei quantos são!) e, como fui "às escondidas" por não poder pedir a nenhum familiar que me acompanhasse, lá me meti no comboio e fui... literalmente à aventura!

No destino tinha Hotel pertinho do Edifício da Sociedade onde se iria realizar a entrevista e um "amigo" (no PS já vão perceber o porquê das aspas!) que, por simpatia, me iria buscar ao comboio e levar ao Hotel.

Tudo correu bem, a entrevista foi um estrondo.

Duas horas e meia de plena diversão e um descontraído: "you rock", seguido de um "We will be very pleased if you accept to join our Law Firm!" no final!

Eu não poderia ter ficado mais satisfeita. É das coisas que mais me dá prazer no mundo... ser apreciada pela minha capacidade de trabalho e mostrar que sou boa, muito boa, com vontade de ser sempre a melhor, naquilo que faço.

Na verdade, isso é tudo muito bonito mas... e por muito que tenha tivesse vontade de aceitar e aproveitar esta oportunidade durante uns tempos... a verdade é que não posso.

Foi mau e chato ter feito perder-lhes o tempo deles (eles ainda não sabem mas... vão acabar por perceber quando disser que não posso), mas a minha ideia é: não posso para já e explicarei por alto os meus motivos... que eles também não precisam agora de ficar a saber da minha vida toda!

Mas o que é certo é que sei que gostaram (e muito) de mim e daquilo que ficaram a perceber ser as minhas capacidades profissionais e forma de estar no trabalho.

E isto sim era a oportunidade que não queria perder!

Isto sim é ter visão estratégica da "coisa"!

Sigam o meu raciocínio... sim, ok, é verdade que eu agora não posso aceitar esta proposta de emprego por todas as condicionantes pessoais com que desde há uns meses para cá me vejo obrigada a lidar... mas mais verdade que isto é que eles ficaram a conhecer-me, foi um contacto que estabeleci e futuramente poderei vir a deitar-lhe a mão se assim o entender.

Recrutamentos há sempre e a toda a hora, a vida corre a um ciclo rotativo e velocidades vertiginosas...

Hoje não posso, mas fiquei com a chave e vou guarda-la no bolso. Um dia se precisar, já tenho instrumentos que me permitem abrir esta porta.


PS: quanto ao resto o dia não podia ter corrido pior! O tal "amigo" revelou-se um idiota do pior e é daquelas pessoas a quem nunca mais vou dirigir a palavra em toda a minha vida e ainda que dure 200 anos!!! Resumindo e concluindo, quando me foi buscar ao comboio estava muito cansada de uma viagem de quase 7 horas e no dia a seguir tinha uma entrevista para fazer. Então combinamos tomar pequeno-almoço tardio no dia a seguir  uma vez que a entrevista era ao meio dia. Foi aí que ele perguntou onde ia deixar a mala de viagem, uma vez que tinha de fazer check-out até ao meio dia... e lhe disse que ia pedir à recepcionista do hotel para a guardar até ao final da entrevista. Ele sugeriu e, pareceu-me a mim na altura que bem, guardar logo a mala no carro dele uma vez que assim que saísse da entrevista ia ligar-lhe para ele me levar de volta ao comboio... que ainda tinha um longo caminho para percorrer.
Até aqui tudo bem, não fosse ele decidir desligar o tlm e mante-lo desligado desde cerca das 15h10 até às 21h e qualquer coisa!
Quando às 21h e tal recebo uma daquelas mensagens a dizer que o n.º para qual tinha tentado ligar já se encontrava disponível liguei logo! Estava super preocupada, pensei mesmo que lhe tivesse acontecido algo de mau, muito mau.
Quando atendeu, com a voz mais descansada do mundo diz: ah fiquei sem bateria e não reparei!
Tipo... o quê?!?!?!? Então tínhamos combinado que lhe ligava assim que saísse da entrevista... Sendo que o meu comboio, único, de volta para Lisboa seria às 17h...
Solução dele: não te preocupes, ficas mais um dia e dormes na minha casa!
Aí é que eu percebi a jogada da mala e de tudo...Pois sim... grande lata que tu tens meu amigo!
É caso para dizer: o que tu queres sei eu pah!!! Mas estás muito enganadinho!!!
Tentei manter a calma e dizer: desculpa mas não vou dormir na tua casa, tu moras num T0 e eu não vou dormir na tua casa contigo, já te disse que agradeço a "simpatia" mas não me sinto à vontade e agora, depois desta atitude com o telemóvel, nem que tenha de dormir na rua, na tua casa é que não dormiria! Nunca!!! Por isso, se fazes o favor, vem trazer-me a minha mala que eu, não sei como, muito menos a esta hora da noite, mas vou desenrascar-me!
Ao que ele, quando percebeu MESMO que todo o joguinho dele era demasiado básico e que nunca na vida me convenceria a dormir na casa dele, muito menos sequer perto dele (blhac, blhac, blhac
Fiquei podre! Não fazia a mínima ideia de onde ele morava, estava num sitio absolutamente estranho, longe de qualquer outra pessoa conhecida... mas respirei fundo, engoli em seco e disse-lhe: diz-me onde moras!
Ele lá me disse... meti-me num taxi e fui lá! Quando cheguei liguei outra vez e disse: estou aqui fora... vi-o a abrir a porta e a entrar novamente.
Falei com o taxista, indiquei-lhe a porta e pedi-lhe que, caso não voltasse em 2 minutos para me fazer o favor de ir lá dentro ver o que se passava.
Entrei lá dentro daquele apartamento e ele, com a maior das vulgaridades estava esparramado no sofá já com a minha mala dentro da casa dele! A mesma mala que supostamente ficaria já no carro para quando me fosse levar de volta à estação  para não ficar no lobby do Hotel!
Agarrei na mala e disse-lhe: obrigada T!
E saí!
Ele nem sequer se levantou.
O certo é que, não fosse eu a pessoa despachada que sou, ter uma irmã que é um anjo e que me desencantou um Hotel àquela hora da noite, ter pegado num taxi e zarpado dali para fora (muito embora tenha pago uma verdadeira fortuna!!!) e estava bem lixada...

Amigo?!
Ah, ah... Tenho um novo nome para ti: cabrão!!!
Mas a mim não me lixas tu... Um conselho, nasce outra vez e tenta desta vez arranjar um cérebro com neurónios you bastard!

Nojo é a palavra que tenho para pessoas como tu!

PS2: E para vocês meninas... um conselho: muito cuidado porque até as pessoas que conhecemos desde sempre mudam e transformam-se em pequenos calhordas e pessoas completamente desconhecidas.

Nunca se coloquem em situações que não possam facilmente resolver, muito menos viajar ficando dependentes de quem quer que seja.

A sério... todo o cuidado é pouco!

Quando tudo corre mal...

mas quando digo tudo é TUDO mesmo e em quase todos os campos da minha vida, sou obrigada a parar e repensar TUDO.

Alguma coisa (ou muitas) tenho de estar a fazer de forma errada.

Para grandes tragédias, fortes medidas, as maiores mudanças.

E é esse o único caminho agora.

Só pode ser esse...

PORTO - benfica

Sobre o clássico só tenho uma coisa a dizer:

deu-me saudades de ir ao Dragão!


O amor

O amor dói.
Antes de doer o amor faz sorrir, o amor dá alegria, faz chorar mas é um chorar que a gente gosta, é um chorar de emoção boa.
O amor antes de doer faz-nos bem. Somos mais, somos melhor.
O amor, antes de ser o amor que dói, é o amor que faz feliz. Aquela felicidade que não há em mais lugar nenhum. Aquela felicidade tão grande e tão boa que nos sentimos a pessoa mais feliz do mundo e, se não somos a mais, somos uma entre muitas outras que sentem o amor antes de doer.
O amor antes de doer é assim, é infinito e é para sempre. É um sonho de tão bem que nos sentimos, por tudo ser tão belo e porque sentimos: vai ser assim para sempre.
O amor, aquele que vos venho a falar até agora, é grande, grandioso. E é a melhor coisa do mundo. Faz-nos ser pessoas diferentes, de bem com a vida, a nossa e a dos outros.
O amor antes de doer é assim, é um milagre, uma coisa boa, que nos muda... para sempre.

O amor que não aquele que vos venho a falar até aqui, aquele amor, o que dói, sobre esse não quero falar.

Senti-lo já me consome demasiado a alma, o espírito e tudo o que restou de visível deste meu ser.

Afinal já me lembrei!

Não queria deixar de falar neste Sr., de seu nome  Warren Buffett.




Para quem não conhece, foi por este investidor e bilionário Norte-Americano que "surgiu" a ideia (que inclusivamente já se concretizou e já está regulada legalmente em França) do reforço de tributação dos chamados "super ricos"!

Aqui fica uma das declarações que mais gostei, que mais me fez sentido e que me parece melhor demonstrar o espírito e personalidade deste Sr.:

"Of the billionaires I have known, money just brings out the basic traits in them.
If they were jerks before they had money, they are simply jerks with a billion dollars."


Falou e disse!
E eu... não poderia estar mais de acordo!

Como, por exemplo, o que ia escrever neste post.

Detesto quando me tenho uma ideia para fazer determinada coisa, deixo o que estou a fazer para ir fazer essa coisa e, passado 2 segundos de ter saído e me preparar para fazer essa coisa... já não me lembro o que é!

Pensamentos - I

Objectivos de VidaNão te deixes distrair com os incidentes que te chegam de fora! Reserva-te um tempo livre para aprender qualquer coisa de bom e deixa-te de flanar sem rumo! Já é tempo de te guardares doutra sorte de vagabundeio. Bem loucos, com efeito, são aqueles que, por serem topa-a-tudo, sentem o cansaço da vida e não têm um fim a que dirijam os seus esforços e, para o dizer de uma vez, as suas ideias. 

Marco Aurélio (Imperador Romano), in "Pensamentos"

A verdade

é que tenho passado por momentos muito difíceis.
Coisas que me têm trazido muito sofrimento.
Mas a verdade é que toda a dor leva a um crescimento.
E eu tenho crescido. Tenho amadurecido. No final, tenho a certeza, serei uma pessoa melhor, mais capaz, mais dura mas mais preparada.
A doçura mante-la-ei sempre. Está-me no coração e percorre todas as veias do meu corpo.
As desilusões, mesmo aquelas que nos fazem doer a alma e que parecem nunca mais deixar de doer, que nos fazem crer que será uma dor para a vida inteira, não são desculpa para nos tornarmos pessoas amargas.
As desilusões são uma oportunidade para nos transformarmos em pessoas melhores, mais preparadas e mais capazes de compreender as imperfeições daqueles que nos rodeiam.
Esta é a verdade.
E muito embora doa... um dia vai passar, a cicatriz ficará mais ténue, a experiência ficará enquanto e sempre que a quiser recordar.

Hoje

Últimamente este blog tem estado muito parado.
Digamos que um blog recheado pressupõe uma vida recheada de coisas, situações, sentimentos que não consigamos deixar de partilhar.
A verdade é que nos últimos tempos tudo o que tem acontecido não me tem merecido qualquer transposição para a escrita, nem mesmo qualquer tipo de partilha.
Hoje, porém, lembrei-me do blog.
Li-o. Do princípio ao fim. E tive saudades.
Do Blog. De escrever. De mim.
E qual é a melhor forma de contornar as saudades?
É exactamente esta! :-)

So... guess I'm back! 

Ela escreveu, mas podia ter sido eu.

“Quero o circo todo a que tenho direito: sedução, fantasia, tempo.
Quero um romance longo, quero intimidade.
Fazer cena de ciúme, terminar, voltar, amar, brigar de novo, telefonar, pedir desculpas, retornar.
Amantes bem comportados são um tédio.”


[Martha Medeiros]

Nao, nao ha paciencia nem lavagem cerebral que os ajude!!!

Eu trabalho em open space. Uma grande e ampla sala por onde estao distribuidas varias secretarias.
Ora, todos sabemos que estes ambientes dao azo a muita conversa e socializacao (pelo menos aqui que as vezes o ambiente mais se assemelha ao de uma feira do que propriamente um local de trabalho, but... anyway...)!
Se ja antes deste clima politico on fire, o tema dominante eram as politiquices... hoje em dia ouco a palavra Socrates, FMI, Pedro Passos Coelho, Socrates (outra vez), Jeronimo de Sousa (e Socrates outra vez), Paulo Portas e afins (e Socrates OUTRA VEZ!!!) cerca de 286 vezes POR HORA!!!
A serio, discute-se mais politica aqui do que na Assembleia da Republica propriamente dita!

Poderia dizer: nada contra!
Mas e que nem sonhem que vou dizer isso!!!
Nada contra o tanas! Atazanam-me a cabeca o dia todo over and over again, as opinioes sao puros plagios mal feitos do telejornal da TVI, as discussoes sao sempre as mesmas e, o pior, e que esta gente que em vez de trabalhar e contribuir para o desenvolvimento do pais, ocupam os seus dias a divagar sobre o sacana do Socrates que nos levou a ruina e o martire do Socrates que tudo fez para salvar o pais e o que teve sempre em troca foi ser enxuvalhado e desrespeitado, sao aquelas pessoas que no dia de usarem verdadeiramente da sua palavra... vao para o cafe passar a tarde de Domingo ou entao fazer a peregrinacao pela cidade, de preferencia a 20km/h, de vidros abertos e pela estrada nacional!

Porque há que ter prioridades!


GOSTO de caminhar descalça pela relva mas adoro o mar, gosto de sorrir mas gosto ainda mais de rir à gargalhada, gosto muito de falar seja em público seja em privado mas o que gosto mesmo é de conversar, gosto de ir às compras sozinha mas não vivo sem companhia, gosto de ver as estrelas mas é o sol que me conquista, gosto de implicar mas sou muito melhor a descomplicar, gosto do branco mas a minha cor é mais para o arco-íris alegria, gosto de ir ao cinema mas o que me aquece mesmo o coração é ver um filme no sofá aconchegada no ombro dele, gosto de musica mas o que me faz vibrar é dançar, gosto de comer mas o que me dá mesmo prazer é cozinhar para nós e abrir uma boa garrafa de vinho e ficar ali a degustar, gosto d
e viajar mas o que me alegra verdadeiramente é estar no meu lar (meaning: com as minhas pessoas seja lá onde for), gosto de ver o meu clube ganhar mas o que tem piada é festejar, gosto de dormir mas delicio-me quando acordo (acompanhada), gosto de receber miminhos mas o que me faz mesmo feliz é poder dá-los às pessoas que trago no coração, gosto de lembrar o passado tentando não pensar muito no futuro porque o hoje é que interessa verdadeiramente!

Todos os anos é a mesma coisa

...um mês e tal antes do Natal fico excitadíssima com a quadra, começo logo a pensar nos presentes que vou querer dar, na surpresas que quero fazer, na comida da noite da consoada, em todos os doces e bolos e coisas boas, no que vestir, nas brincadeiras todas que vamos fazer, nas fotos parvas que vamos tirar e que com o avançar da noite têm tendência para piorar... e tudo isso deixa-me ainda mais ansiosa!!!!
Mas nunca mais chega a noite?!?!?!?!?!?!?!?!
E depois... quando dou por mim... já passou!!!!!

Reflexões

Se quero mesmo atingir um objectivo... tenho de querer atingi-lo por mim... só por mim!
Pode parecer egoísmo mas aborrece-me e acabo eventualmente por me desinteressar se só quero fazer alguma coisa para agradar a alguém!

Dos momentos

Houve uma altura em que já não me fazia sentido continuar a escrever... não sei se por falta de vontade ou se, por ter tempo a mais acabava por me faltar o tempo para vir aqui...


Talvez fosse mesmo mais esta segunda situação.


Quando temos algo em excesso acabamos por não dar o devido valor, não aproveitamos até ao limite e a verdade é que nem nos dá grande gozo aproveitar.


Desde a altura em que parei de escrever até ao dia de hoje a minha vida deu uma volta gigantesca... já não tenho tempo livre, até porque o tempo que me sobra para além dos afazeres diários está agora aproveitado até ao mais ínfimo minuto para conseguir fazer tudo o que quero e me dá prazer... e por isso mesmo vou voltar!


Hoje faz sentido... amanhã já não sei... mas amanhã é um outro dia e eu estou a viver no hoje!


E hoje... arregalem-se: há post para toda a gente!!!! ;-)

E se... ?


E se... de repente me apetecesse voltar a postar?!


Nada mais simples...


Acontecia o que está a acontecer agora!


Afinal de contas este espaço é meu e quem manda aqui sou eu!

E pronto, hoje, para além de me ter dado vontade de postar... também me deu a mania!!! ;-P

Não...

Não tenho andado aborrecida...

Não... também não tenho andado desanimada...

E não, também não tive qualquer maleita que me impedisse de postar...

Simplesmente não tenho escrito, foi só e ponto!

Acho que não são precisos maiores esclarecimentos... às vezes o "porque sim" é mais do que suficiente! ;-)

Está tudo 6 estrelas (e meia) e viva o calor, o verão e as caipirinhas!!! é tudo o que tenho a dizer!

Continuação de bom verão a todos os que por aqui têm passado (e reclamado...)! ;-P